Buscar
  • Gerson Lima

Cortina rolo para sacada Mauá SP Cortina para sacada Mauá SP

ATTYTUDE empresa especializada em cortina e persiana rolo para sacada trabalhamos com produtos de qualidade certificados, nossa instalação é feita por profissionais qualificados levando até você um serviço de qualidade e ótimo preço faça seu orçamento.

ATTYTUDE fabrica de cortinas e persianas, trabalha com produtos de qualidade e profissionais qualificados para fazer o melhor serviço para você nosso cliente de Mauá SP trabalhamos com atendimento imediato e pós venda trazendo até você o que temos de melhor em persianas rolo para sacada e cortinas rolo para sacada com dois anos de garantia.

Entre em contato com a gente para fazer seu orçamento sem compromisso

só mandar uma mensagem para nosso whatsapp: (11) 99844-5831 ou pelo

Site: www.fabricadecortinaepersiana.com.br

estamos prontos para atender suas necessidade em persianas e cortinas rolo para sacada.

ATTYTUDE SOMOS LOJA DE FABRICA



CURIOSIDADE:

As primeiras referências documentais específicas sobre o atual território de Mauá datam do início do século XVIII. Naquela época, a região que abrigava a área onde hoje se localiza Mauá recebera a denominação indígena de Cassaquera, cujo significado é "Cercados Velhos". Já a região vizinha, que ficava na parte alta do território em que se localizam Rio Grande da Serra e Ribeirão Pires, chamava-se Caguassu, cujo significado é "Mata Grande". A região de Cassaquera abrigava um povoamento bastante disperso, cuja existência estava diretamente relacionada ao caminho que ligava a então Vila de São Paulo ao litoral e que, atravessando o território, passava nas vizinhanças do atual leito ferroviário, às margens do rio Tamanduateí. Com o tempo, a localidade tornou-se passagem obrigatória para os povoados de Pilar e São Bernardo. O povoado de Pilar desenvolveu-se ao redor da Capela de Nossa Senhora do Pilar, construída em 1714, no atual Pilar Velho - Ribeirão Pires. Esse povoado também estava à beira de outro caminho que conduzia para a Vila de Mogi das Cruzes através dos campos de Taiaçupeba e Guaió. Em 1856 foi aprovado o decreto que permitiu a formação de uma companhia para a construção da estrada de ferro Santos/Jundiaí e concedeu ao Barão de Mauá, juntamente com o Marquês de Monte Alegre e o Conselheiro José Antonio Pimenta Bueno (que viria a ser o Marquês de São Vicente) o direito de construir e explorar a ferrovia por 90 anos. Uma das maiores dificuldades enfrentadas pelos primeiros idealizadores da construção de ferrovias que ligassem São Paulo ao litoral ou, por exemplo, ao Rio de Janeiro, foi a captação de recursos para a empreitada. Por isso, Irineu Evangelista de Souza, o Barão de Mauá, obteve do Imperador D. Pedro II autorização para buscar recursos fora do país. Valendo-se de seu prestígio social, o Barão de Mauá conseguiu que boa parte das ações fosse subscrita por pessoas de seu círculo de relações. Conseguiu também que os governos do Império e da Província de São Paulo oferecessem as garantias exigidas pelos banqueiros ingleses para o empréstimo de capital. A participação do Barão de Mauá na fase de construção da ferrovia foi também intensa, fato ilustrado pela frequência com que sua presença era exigida durante as obras. Foi por essa razão, aliás, que ele adquiriu, em 1862, uma fazenda localizada no atual município de Mauá. Tal fazenda pertencia ao Capitão João e possuía uma casa grande na qual o Barão teria morado e hoje abriga a Casa da Cultura e Museu Barão de Mauá. A construção da ferrovia, que começou no porto de Santos e seguiu em direção a São Paulo, foi iniciada em maio de 1860. A São Paulo Railway Company, organizada em Londres, foi formada para construir a estrada de ferro que ligaria Santos a Jundiaí. A inauguração da estrada de ferro em 16 de fevereiro de 1867 melhorou significativamente o transporte de produtos agrícolas do interior para o Porto de Santos, em especial o café produzido na Província de São Paulo, impulsionando o desenvolvimento local. O crescimento da então chamada Vila do Pilar motivou a Superintendência da São Paulo Railway Company a instalar uma estação da ferrovia na localidade. Em 1883 foi inaugurada a então Estação do Pilar, toda construída em madeira, que viria a representar importante papel no processo de industrialização do futuro município. Em 1926 a Estação do Pilar passou a chamar-se Estação Mauá.




#cortinaroloparasacada

#cortinaparasacada

#persianaroloparasacada

#persianaparasacada

#attytudecortinaparasacada

#attytudepersianaroloparasaca

#cortinaparasacdada

#persianaparasacada

4 visualizações

Melhor Avaliação do Google

5 Estrelas

  • Google+ Clean
  • Twitter Clean
  • facebook
SAC.: 11 2154-1568
          11 2717-0551

Direto da
Fábrica

Alto Padrão 

Alto Padrão de Qualidade Cortinas e Persianas  Attytude
Cortinas direto da Fábrica Attytude

Melhor Avaliação do Google

5 Estrelas

cortina rolô sp, cortina rolô para sacada sp, cortina rolô para varanda gourmet sp,

persiana rolô sp, persiana rolô para sacada sp, persiana rolô para varanda gourmet sp,

cortina rolô zona sul, cortina rolô zona leste, cortina rolô zona norte, cortina rolô zona oeste, cortina rolô são paulo sp, persiana rolô são paulo sp

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • Google+ - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Pinterest - Black Circle
  • Instagram - Black Circle

Todos os Direitos Reservados © 2015 - Fábrica de Cortinas e Persianas Attytude.                                           www.fabricadecortinaepersiana.com.br

Fabrica de Cortina Rolo e Persiana Rolo para Sacada e Varanda

Fábrica de Cortinas e Persianas

® 

11 2154-1568 / 11 2717-0551