Cortina rolo para sacada, cortina rolo, cortina rolô, cortina para sacada, cortina rolô para varanda, cortina rolo sacada, persiana rolo para sacada, persiana rolo, persiana rolô, persiana para sacada, persiana rolô para varanda, persiana rolo sacada.

Buscar
  • GL Mídias

Cortina rolo para escritório Embu das Artes SP - Cortina para escritório Embu das Artes S

ATTYTUDE empresa especializada em cortina e persiana rolo para sacada trabalhamos com produtos de qualidade certificados, nossa instalação é feita por profissionais qualificados levando até você um serviço de qualidade e ótimo preço faça seu orçamento.

ATTYTUDE fabrica de cortinas e persianas, trabalha com produtos de qualidade e profissionais qualificados para fazer o melhor serviço para você nosso cliente de Embu das Artes SP trabalhamos com atendimento imediato e pós venda trazendo até você o que temos de melhor em persianas rolo para sacada e cortinas rolo para sacada com dois anos de garantia.

Entre em contato com a gente para fazer seu orçamento sem compromisso

só mandar uma mensagem para nosso whatsapp: (11) 99844-5831 ou pelo

Site: www.fabricadecortinaepersiana.com.br

estamos prontos para atender suas necessidade em persianas e cortinas rolo para sacada.

ATTYTUDE SOMOS LOJA DE FABRICA






CURIOSIDADE:

Lugar originário, provavelmente, de uma fazenda jesuítica, a primeira referência documental sobre as terras de Bohy data de 1607, quando Fernão Dias Paes (o Moço), Pero Dias e Braz Esteves requereram o que sobrara das terras do bandeirante Domingos Luís Grou.

Em 24 de janeiro de 1624, Fernão Dias Paes e sua mulher, Catarina Camacho, fazem a doação de sua fazenda aos padres da Companhia de Jesus, mas somente em 27 de julho de 1668, as terras de Bohy passam definitivamente a pertencer aos jesuítas.

Por volta de 1690, o padre Belchior de Pontes inicia a construção da igreja de Nossa Senhora do Rosário, transferindo a santa da antiga capela para onde hoje se encontra a capela do Museu de Arte Sacra.  Substituindo o padre Belchior, morto em 1719, o padre Domingos Machado constrói o anexo que serviria de residência aos religiosos e noviços da companhia, terminando as obras por volta de 1740. Com o decorrer do tempo, imagens foram sendo esculpidas por padres que eram auxiliados pelos índios. Algumas destas esculturas estão expostas no Museu de Arte Sacra de Embu.

Com a expulsão dos jesuítas do Brasil, em 1759, o aldeamento de M´Boy entrou em declínio, com os índios mestiçando-se com moradores da localidade ou mudando-se para outros locais.

O vilarejo de M´Boy permaneceu com atividade agrícola constituída por pequenos lavradores, fabricantes de aguardente e um comércio incipiente. No último quarto do século XIX, um detalhe interessante pode ser notado pela importância dos carros de boi. Eram eles que levavam produtos para São Paulo e traziam outros, aqui inexistentes, como querosene, sal e tecidos.

No final daquele século, e até meados da década de 40 do século passado, os carros de boi transportavam carvão para depósitos no bairro de Pinheiros e suas proximidades. As olarias, nas décadas de 20 e 30, forneciam tijolos para o crescente distrito de Embu e para muitos locais da cidade de São Paulo, que já despontava como a maior metrópole brasileira. De Embu, saíram tijolos que ajudaram a construir o Parque do Ibirapuera, por exemplo.

Ainda nos anos 30, instalam-se no distrito os primeiros integrantes da numerosa colônia japonesa. Através do Instituto Prático Agrícola davam suporte para os agricultores do bairro da Ressaca e foram, mais tarde, responsáveis pela tradição no cultivo de plantas e flores em Embu.

Em 30 de novembro de 1938, o então distrito de M´Boy passa a se chamar Embú, sendo o nome, de acordo com a norma gramatical da época, grafado com acento. Anos mais tarde, inicia-se o movimento que pedia a emancipação política e administrativa de Itapecerica da Serra. Em 18 de fevereiro de 1959, Embu é, finalmente, declarada município.

Foi nesta época que o movimento mais característico de Embu começa a tomar forma. A partir da década de 60, chegam e estabelecem-se os primeiros artistas, vindos de várias regiões do país. Assis de Embu, Solano Trindade, Cássio M´Boy, mestre Sakai, Ana Moysés, além de tantos outros nomes, escultores, pintores, poetas, músicos, cantores e estudiosos da cultura popular acabaram encontrando em Embu o lugar mais que propício para produzir e divulgar sua arte, tendência que, empiricamente, modificou até o próprio nome da cidade. Hoje, a cidade é conhecida em todos os cantos como Embu das Artes.

Sugestões de visitação Dentre as opções de visita, cultura e divertimento oferecidas pela cidade, e indicadas pela Secretaria de Turismo, duas não podem deixar de ser conhecidas. Inaugurado no final de novembro de 2003, o Memorial Sakai de Embu reúne dezenas de peças do artista Tadakio Sakai, um dos maiores e principais representantes da escultura em terracota no Brasil, respeitado por sua criação e pela originalidade de sua obra.

O memorial funciona da rua Rebolo Gonzáles, 185, no Jardim Sílvia, bem próximo ao centro de Embu. Com monitores, o espaço leva o visitante a conhecer aspectos da vida de Sakai, seus prêmios, alunos - dentre os quais está a renomada artista plástica Tomie Ohtake - e admiradores. Horário de funcionamento: de terça-feira a domingo, das 10h às 16h.

Outro ponto de visitação em Embu, cuja procura está sendo cada vez maior, é o Parque do Lago Francisco Rizzo. Com mais de 170 mil metros quadrados de área, o parque está localizado ao lado da segunda entrada da cidade (km 282 da Rodovia Régis Bittencourt), na Avenida Alberto Giosa, 300, atrás da casa de espetáculos O Caipirão. O Parque ocupou um espaço anteriormente marcado pela devastação ambiental. A extração de areia e a erosão causada pela atividade deram lugar a um espaço verde e a um grande lago povoado por dezenas de espécies de peixes.

Seja para uma boa caminhada ou apenas para um descanso de final de tarde ou no fim de semana, o Parque do Lago vem sendo mais e mais procurado. Uma boa dica é conhecer o viveiro de mudas municipal, que oferece grande variedade de plantas e árvores, algumas nativas da região, para retirada e plantio.

Estas são apenas duas das sugestões, mas não deixe de visitar também o Museu de Arte Sacra, construção do século XVIII que compõe o patrimônio histórico da cidade e está localizado na região central; a Cidade das Abelhas, Estrada da Ressaca, km 7; o Museu do Índio, Estrada do Sol, 115 - Vale do Sol; e a Capela de São Lázaro, Rua da Matriz, s/nº - Centro. Compondo o leque de atrações artístico-culturais da Estância Turística, o Centro Cultural Embu das Artes, inaugurado em fevereiro de 2005, oferece programação de qualidade e gratuita.

No entanto, a principal atração turística da cidade é a Feira de Embu das Artes, que em 2006 completa 37 anos e consolida-se como uma das principais feiras do segmento do país, atraindo visitantes de todos os lugares do Brasil e do mundo, com cerca de 30 mil pessoas em média por final de semana. A Feira de Embu  das Artes funciona aos sábados, domingos e feriados, das 9h às 17h, nas principais ruas do Centro Histórico da cidade, oferecendo obras de arte, artesanato, área de alimentação e feira de plantas e flores ornamentais.

Dados adicionais: Data da fundação histórica: 18 de julho de 1554. Emancipação: 18/02/59 - Lei Estadual nº 5.285/59.  Estância Turística: Elevação à categoria de Estância Turística -  Lei Estadual nº 2.161 de 12/11/1979. Área: 70 km². Área de manancial: 40 km² do território municipal, ou seja, 60% do município localizam-se em áreas de proteção aos mananciais (fonte: Sumário de Dados 1994 - Emplasa). Aniversário da cidade: 18 de fevereiro. População: 232.165 habitantes (Fundação SEADE-2004) Tombamento:  Conjunto Jesuítico Nossa Senhora do Rosário - SPHAN, 1939.





#cortinaroloparaescritorio

#cortinaparaescritorio

#persianaroloparaescritorio

#persianaparaescritorio

#cortinaparaescritoriosp

#persianaparaescritoriosp

#attytudecortinaparaescritorio

#attytudepersianaparaescritorio

7 visualizações

Melhor Avaliação do Google

5 Estrelas

Solicite um Orçamento Agora Mesmo. Preços de Fábrica!
Cortinas direto da Fábrica Attytude

Direto da
Fábrica

Alto Padrão de Qualidade Cortinas e Persianas  Attytude

Alto Padrão 

5 Estrelas

Melhor Avaliação do Google

  • Google+ Clean
  • Twitter Clean
  • facebook
SAC.: 11 2154-1568
          11 2717-0551
Quer Comprar Online?
Clique aqui e vá para Nossa
Loja Virtual

Clique Aqui
 

cortina rolô sp, cortina rolô para sacada sp, cortina rolô para varanda gourmet sp,

persiana rolô sp, persiana rolô para sacada sp, persiana rolô para varanda gourmet sp,

cortina rolô zona sul, cortina rolô zona leste, cortina rolô zona norte, cortina rolô zona oeste, cortina rolô são paulo sp, persiana rolô são paulo sp

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • Google+ - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Pinterest - Black Circle
  • Instagram - Black Circle

Todos os Direitos Reservados © 2015 - Fábrica de Cortinas e Persianas Attytude.                                           www.fabricadecortinaepersiana.com.br

Fabrica de Cortina Rolo e Persiana Rolo para Sacada e Varanda

Fábrica de Cortinas e Persianas

® 

11 2154-1568 / 11 2717-0551